Arquivos B – George R. R. Martin

George R. R. Martin, autor de uma das maiores sagas: As Crônicas de Gelo e Fogo,  nasceu no dia 20 de setembro de 1948 em Bayonne, no estado de Nova Jersey. George é filho de estivador, Raymond Collins Martin, e de uma doméstica, Margaret Brady Martin .  O casal Martin têm  mais duas filhas: Darleen e Janet. Na adolescência, George adicionou o “Richard” como um dos seus nomes: George Raymond Richard Martin, agora você sabe o que significa os dois “R” no nome de George

George nem sempre foi o serial killer de personagens queridos pelos fãs, foi  capitão do time de xadrez e editor do jornal de sua escola no ensino médio. Além disso, aos 16 anos enviou uma carta para Stan Lee e Jack Kirby, apontando um furo de roteiro em uma história do Quarteto Fantástico.

               

Queridos Stan e Jack!

Oba! Mais um mês e mais uma porrada de clássicos, mas não se pode esperar outra coisa de vocês. Quarteto Fantástico #29 foi sublime com as artes complementando o roteiro fantástico de Stan. Eu poderia passar o dia inteiro analisando o último quadrinho da página 11 e ficar sem palavras. Quando meus pequenos olhos encontraram aquele desenho bombas de hidrogênio explodiram no meu cérebro e me levaram junto da magnificência dele. Por favor, amigos! Não façam isso com frequência se não quiserem me ver morrendo jovem! Contudo, eu sinto informar que encontrei uma falha nessa obra quase perfeita. Uma falha que, infelizmente, é comum com vocês.

Na última vez em que vimos o Fantasma Vermelho em Quarteto Fantástico #13, ele estava preso na lua sendo perseguido por três gorilas superpoderosos que apontavam o raio paralisante do Sr. Fantástico para ele. Agora vocês trazem ele de volta controlando os gorilas sem qualquer tipo de explicação. Essa não é a primeira vez que vocês trazem de volta um vilão e não explicam ao certo como.

Um cientista – que eu não sei dizer se está vivo ou morto, mas é inteligente o suficiente para montar uma super-arma-mortal-gigante-da-rebimboca-da-parafuseta no momento oportuno! Concluindo, eu desejo toda a sorte do mundo nas próximas edições, mas Stan, não traga os vilões de volta se não conseguir explicar o que houve. Tá bem? Então tá bem! – George R.R. Martin. (Tradução do site Jovem Nerd)

Para completar a história: Stan Lee respondeu a cartinha de Lee. Conclusão: George já detalhista na adolescência e com toda certeza isso pode ser refletido em toda saga “Crônicas de Gelo e Fogo”.

Uau! Nossos rostos estão vermelhos! Você quer a verdade, Georgie? A gente ESQUECEU onde o Fantasma Vermelho estava na última vez em que apareceu e não tínhamos tempo de ler as edições anteriores para checar isso porque as impressoras já estavam em cima de nós jogando o prazo pra gente. Mas, e se pudéssemos oferecer um prêmio para um fã que pudesse encontrar a melhor explicação para isso? Certamente ganharia o prêmio de editor cri-cri do ano. (Tradução do site Jovem Nerd)

Em 1970 formou-se em jornalismo pela Universidade North Western e um ano depois concluiu seu mestrado. Sempre gostou de histórias em quadrinhos e de escrever contos de ficção, mas foi em 1974 que ganhou seu primeiro prêmio: Hugo Award por  “A Song for Lya” na categoria Melhor Novela.

Durante a década de 1980, George deixou em segundo plano a carreira de escritor para trabalhar como roteirista de  televisão e editor de livros. Escreveu roteiros para as séries The New Twilight Zone e Beauty and the Beast. O filme Nightflyers é adaptado de uma de suas novelas.

Agora vamos falar do maior mérito da vida de George R.R. Martin:  “As Crônicas de Gelo e Fogo” , que originou a série queridinha, ou não, da galera: Game of Thrones. Em  1991, sem pretensão nenhuma, Martin começou a escrever a saga e, em 1996,  A Guerra dos Tronos foi publicada. A história, que é baseada na Guerra das Rosas, foi  comprada pela HBO em 2007.  No dia  17 de abril de 2011 ocorreu a grande estréia do primeiro temporada de Game of Thrones (no dia do meu aniversário).

O sexto livro, Os Ventos do Inverno, até hoje não foi finalizado. Todo ano sai o boato de George está prestes para lançar o tal livro, mas isso nunca acontece. A fofoca mais nova é que o livro vai estar nas prateleiras em 2018. A ideia é ter sete livros já que são sete reinos, mas quando se trata de George R.R. Martin nada é certo.

Martin já contou para os produtores David Benioff e D. B. Weiss como pretende finalizar a saga, caso ele venha a falecer antes de terminar de escrever os livros. Em nome de todos os fãs: George cuide da sua saúde.

vitoriamollerke@gmail.com'

Amante de Game of Thrones, Supernatural, Mr.Robot, de personagens complexos e de tudo que tenha uma boa história. Mais Geek do que Nerd. Livros e filmes são paixões, mas séries são o grande amor da vida. Entre os pecados capitais o favorito é a gula. Escolheu o jornalismo pela pouca quantidade de números.

Deixe uma resposta