5 aspectos antigos da rotina diária que felizmente foram abandonados.

1-  Barbeiro e cirurgião, ao seu dispor.

Antigamente muitos problemas diário podiam ser resolvidos em apenas uma parada. Os barbeiros costumavam realizar operações cirúrgicas (além de cortar cabelos).
Diversos procedimentos eram ofertados, como amputações, drenagem de sangue com sanguessugas e até mesmo trepanação.

 

 

2- Dr. Frankenstein, é você?

 

Vocês se lembram da história de Frankenstein? Onde o médico violava tumbas para poder manter seus experimentos?
Algo bem similar já rolou na nossa história. Muitos corpos eram resgatados de suas tumbas e utilizados em experimentos e para estudos sobre a anatomia humana. Embora alguns estudiosos profanassem as tumbas por si mesmos, geralmente havia um “profissional” que roubava corpos na noite posterior ao enterro e vendia a mercadoria para sua clientela.

 

 

3- A jornada sem fim


Sem aviões, sem carros e sem transporte público. Viajar era algo bem complicado antigamente. O pessoal lá atrás não tinha muita escolha, eles costumavam caminhar, cavalgar ou se utilizar de barcos para viajar, e a média da distância percorrida por cada um desses meios era de 30, 40 e 150 km por dia, respectivamente.
A distância não era o único problema, muitas vezes os viajantes se encontravam em situações perigosas, tendo que dar um jeito de dormir no frio, correndo risco de encontrar animais selvagens, ladrões e coisa pior.

 

 

 

4- Espelho, espelho meu

Os padrões de beleza mudaram muito com o tempo. Durante o século XV, era esperado que as mulheres tivessem longas testas e a pele muito branca, ou seja, ter uma cabeça de ovo.
Para alcançar tal objetivo, era comum que se arrancasse os cabelos na região da testa para dar a impressão de uma testa maior, ou, em casos mais radicais, raspavam a área com uma pedra para que não crescesse mais cabelo ali. A retirada de sobrancelhas e cílios também era bem comum na época.

 

 

 

5- Lavagem a seco


Durante o período renascentista, os médicos acreditavam que tomar banho poderia deixar o indivíduo mais suscetível a pegar doenças. As pessoas, contudo, ainda assim queriam se manter “limpas”, então costumavam utilizar muitos perfumes para disfarçar o cheirinho, assim como também esfregavam seus corpos com toalhas aromatizadas.

lucascthulhu@gmail.com'

Apesar de odiar tirar fotos, Lucas é um cara simples: Se algo pode fazê-lo rir, chorar ou se arrepiar, ele estará lá. Amante dos trabalhos de Junji Ito e de cookies, ele prefere canetas do que teclados na hora de escrever, além de gostar de retrucar a opinião de técnicos profissionais de futebol americano no seu tempo livre (mesmo sabendo que eles são profissionais). Ele odeia falar de si próprio na terceira pessoa, mas pode abrir exceções de vez em quando. (sacaram o que eu fiz aqui? xD)

Deixe uma resposta