Lado B- Blank Room Soup

Bom, não é a primeira vez que mergulho nas profundezas da internet para descobrir os segredos ocultos de lendas da internet, e a lenda que andei pesquisando recentemente foi “Blank Room Soup”.

 

 

Black Room Soup é um vídeo sinistro, onde um homem é visto em uma sala branca, se alimentando do conteúdo de uma vasilha branca que não pode se identificado.

Logo após, dois homens vestidos como dois bonecos Funko gigantes aparecem, eles acariciam a cabeça do homem, que começa a chorar. Rapidamente o vídeo passa a
impressão que este homem está sendo forçado a comer seja lá o que há dentro daquele vasilha, e ele aparenta estar aterrorizado.

 

Há ainda um segundo vídeo, “Soup Torture”, que mostra a mesma cena, porém, os seres fantasiados permanecem no fundo da sala, até o ponto em que um deles corre na
direção do homem que está comendo, e no exato momento em que ele seria atingido pelo ser fantasiado, o vídeo se encerra.

 

Muitas hipóteses foram levantadas sobre esses vídeos. Alguns dizem que se trata de um vídeo de tortura da Deep Web, outros dizem que é scriptado, outros dizem
que os homens fantasiados são serial killers.

Ignorando todos os rumores, uma pesquisa mais aprofundada revelou que as fantasias são na verdade fantasias de “RayRays”.

Uma imagem do canal original “RayRayTv”

Há um canal no Youtube chamado “RayRayTv”, onde inúmeros vídeos desses personagens foram postados, e até mesmo o próprio Blank Room Soup, mas que o dono do canal descreveu como “pessoas que parecem com nós fazendo coisas que nunca faríamos a alguém”.

Pesquisando um pouco mais, foi possível identificar que o canal pertence a Raymond S.Persi.

Raymond Persi é um homem com um extenso currículo, tendo trabalhado até mesmo em “Os Simpsons”, “Frozen”, “Zootopia” e “Detona Ralph”.

Raymond Persi

 

Por sorte, Raymond costumava manter um tumblr pessoal, onde ele respondia questões de fãs.
Em um momento, alguém aparentemente o questionou sobre o caso de Blank Room Soup, e sua postagem explicativa ficou famosa pouco antes de ser apagada.

Nessa postagem, Raymond explicou que os RayRays são caricaturas dele mesmo, personificações de sua solidão. Eles não possuem os mesmos métodos de comunicação que nós possuímos, mas ainda assim, pode-se perceber suas mensagens. RayRays começaram como rabiscos, então desenhos e finalmente os personagens fantasiados dos seus vídeos.

Porém, Raymond diz que realizou várias apresentações dos Rayrays ao vivo com o seu grupo, e que eles se apresentaram com uma espécie de circo itinerante por um tempo.
Durante esse período, em uma apresentação em Los Angeles, alguns objetos e fantasias de Rayrays foram roubadas, e que poucas semanas depois daquilo ele recebeu o e-mail contendo o vídeo “Blank Room Soup”.

Uma apresentação ao vivo dos RayRays

 

As pessoas que roubaram as fantasias nunca foram descobertas.
A verdadeira origem desses vídeos nunca foi rastreada.

Contudo, um dos fatos mais perturbadores sobre o caso é que Raymond afirmou categoricamente que os Rayrays dos dois vídeos se moviam perfeitamente como eles faziam em
shows. Atores e dançarinos precisavam de tempo para aprender todos as nuances de ser um Rayray, e não havia muito material disponível online para que as pessoas pudessem se espelhar. Sendo assim, estariam os criadores de Blank Room Soup dentro do grupo de Raymond ou eles simplesmente seguiram o grupo apresentação após apresentação? E se isso for verdade, qual era a verdadeira intenção deles?

lucascthulhu@gmail.com'

Apesar de odiar tirar fotos, Lucas é um cara simples: Se algo pode fazê-lo rir, chorar ou se arrepiar, ele estará lá. Amante dos trabalhos de Junji Ito e de cookies, ele prefere canetas do que teclados na hora de escrever, além de gostar de retrucar a opinião de técnicos profissionais de futebol americano no seu tempo livre (mesmo sabendo que eles são profissionais). Ele odeia falar de si próprio na terceira pessoa, mas pode abrir exceções de vez em quando. (sacaram o que eu fiz aqui? xD)

Deixe uma resposta