ByteBites – YOU

Descobri a série You através de um storie de uma amiga. Sem muitas expectativas, resolvi começar a assistir e, com toda a certeza, foi uma das melhores escolhas que fiz nos últimos tempos. Uma série extremamente envolvente, com um enredo repleto de reviravoltas e diálogos extraordinários, sendo uma das melhores obras de 2018.

A premissa, basicamente, é a história de Joe Goldberg (Penn Badgley) gerente de uma livraria que se apaixona pela aspirante a escritora Guinevere Beck (Elizabeth Lail). Todavia, o que poderia ser mais um dos repetitivos clichês românticos presentes em diversas séries e filmes, revela-se como uma história de um homem que persegue, “stalkeia” e manipula situações com a justificativa de se aproximar e cativar a jovem Beck. A trama é uma adaptação do livro, de mesmo nome, da autora Caroline Kepnes.

O grande ápice da série está na narração e construção de diálogos. Todos os episódios são narrados por algum dos protagonistas, Joe ou Beck que apresentam ao telespectador seus desejos e pensamentos mais íntimos através de monólogos, os quais são de conhecimento exclusivo de quem está assistindo. Eles são, majoritariamente, feitos pelo gerente da livraria; isso ocorre pela necessidade de Joe constantemente tentar justificar e explicar o porquê de sua obsessão, a qual acredita ser em virtude do seu amor por Beck. Ao escolher esse tipo de narração, percebemos que as atitudes terríveis e condenáveis de Joe são constantemente explicadas e justificadas, criando um sentimento de empatia do telespectador perante a figura do perseguidor. .

A série consegue misturar drama e suspense, ambos na dosagem certa. Praticamente todos os episódios terminam de uma maneira que nos instiga a assistir ao próximo. Todavia, as reviravoltas não são aqueles clichês previsíveis; existem acontecimentos que chocam de tão surpreendentes. Essa sensação de não saber o que irá acontecer, juntamente com a obsessão de Joe causam um sentimento extremamente angustiante, nós tememos por Beck justamente por sabermos o que está acontecendo e ela não ter nenhuma ideia das intenções do seu perseguidor.

Em 10 episódios, You consegue construir personagens extremamente complexos como a protagonista Beck. Ela é uma pessoa que constrói uma vida perfeita em suas redes sociais, mas, na verdade, está repleta de problemas que precisa lidar praticamente sozinha. Em contraponto, temos a narração, tendenciosa, de Joe que enaltece um lado mais sensível da personagem que precisa ser salva por ele.

Existem diversas referências literárias dentro do universo da série. Cada obra citada é escolhida para adaptar-se a uma determinada situação da trama. Em determinado momento, um dos personagens, o jovem Paco  (Luca Padovan), deseja vingança do namorado alcoólatra da mãe, Joe, então, o entrega o livro “O Conde de Monte Carlo”. Esse tipo de construção enriquece, ainda mais, os diálogos.

Trama envolvente, narração e diálogos complexos, uma crítica explícita ao exibicionismo exagerado nas redes sociais, juntamente com personagens extremamente bem construídos fazem de You umas das melhores séries de 2018 e perfeita para maratonar.

Selo Byte de qualidade:

vitoriamollerke@gmail.com'

Amante de Game of Thrones, Supernatural, Mr.Robot, de personagens complexos e de tudo que tenha uma boa história. Mais Geek do que Nerd. Livros e filmes são paixões, mas séries são o grande amor da vida. Entre os pecados capitais o favorito é a gula. Escolheu o jornalismo pela pouca quantidade de números.

Deixe uma resposta