5 Séries documentais para ver na Netflix

Um dos melhores produtos que a Netflix tem a oferecer são os documentários seriados. Um dos mais famosos, sem sombra de dúvida, é a história de Steven Avery em Making a Murderer. Todavia, nesse post faremos uma lista com outros documentários que são tão bons quanto ou até melhores!

 

THE KEEPERS

Na década de 1970, em Baltimore EUA, ocorre o assassinato da freira e professora Cathy Cesnik. O que poderia ser somente um assassinato, revelou-se  o fio condutor de outros crimes como pedofilia e corrupção. No início, a narrativa apresenta como aconteceu a fatídica morte de Cesnik e como ela está repleta de mistérios. Em diversos momentos, a história é contada por ex-alunas da freira que constantemente relatam como a professora era amada. No desenrolar da história, o foco deixa de ser o homicídio para revelar uma série de atos de pedofilia presentes na escola Archbishop Keough High School, os quais eram acobertados por grandes entidades do catolicismo. O ponto alto do documentário está no fato dele nunca colocar Cathy Cesnik em segundo plano; ela é constantemente relembrada na voz daqueles que foram marcadas pela sua personalidade.

 

GÊNIO DIABÓLICO

Gênio Diabólico é a série documental, desta lista, com a história mais mirabolante e inacreditável. O cenário é mais uma vez os Estados Unidos, mas dessa vez, no ano de 2003, um homem entra em um banco com algo estranho em torno do pescoço e usando uma bengala. O indivíduo anuncia um assalto e afirma que o colar é uma bomba e sua bengala uma arma, além disso ele ressalta que está no meio de uma “caça ao tesouro” e precisa completar o roubo para se manter vivo, entretanto ele acaba explodindo. Na investigação policial, uma série de eventos bizarros começa a surgir e figuras estranhas tornam-se protagonistas. De todas as séries dessa lista, essa é a história mais envolvente, pois é impossível ver um episódio só; você precisa saber o que vai acontecer em seguida e cada um deles é uma grande reviravolta.

 

WILD WILD COUNTRY

Você já deve ter ouvido falar do Osho. Seja em alguns dos seus milhares de livros ou em alguma citação no Facebook. Após ver Wild Wild Country, toda a imagem do guru será transformada para algo mais perverso. No início da década de 1980, uma pequena comunidade – Antelope –,  com menos de cem habitantes, em Oregon, vê seu refúgio abalado com a chegada da seita liderada por Rajneesh, conhecido também por Bhagwan, ou ainda, Osho. Isso ocorreu porque uma cidade autossustentável (Rajneeshpuram) foi construída nas proximidades desse  pequeno vilarejo, criando uma sociedade alternativa com suas próprias leis, todavia o lado sombrio começa a aparecer com atos de envenenamento e totalitarismo. Em seis episódios, o documentário dá voz a todos os lados da história: os moradores de Antelope, os policiais,  os adeptos às pregações de Bhagwan e, até mesmo, a uma das líderes de Rajneeshpuram ( Ma Anand Sheela ).

 

INOCENTE: UMA HISTÓRIA REAL DE CRIME E INJUSTIÇA

A história é ambientada na cidade de Ada, Oklahoma, em 1980. A produção é baseada no livro de John Grisham e relata como os policiais e a justiça podem ter coagido quatro homens a confessarem crimes que não cometeram. É importante salientar que todo o documentário é construído para inocentar esses indivíduos, sendo assim, os entrevistados corroboram tal perspectiva. Todavia, membros da polícia e promotoria afirmam que tudo foi feito dentro dos conformes e que não houve qualquer tipo de injustiça. A narrativa é chocante e angustiante; além das diversas mulheres mortas de maneira extremamente violenta, temos quatro seres humanos que tiveram suas vidas destruídas e foram jogados em cadeias por crimes que não cometeram. Você sabe como a história termina, mas a todo momento aparece aquela esperança que tudo pode dar certo no final e que o verdadeiro assassino  poderá ser preso.

 

CONVERSANDO COM UM SERIAL KILLER: TED BUNDY

O mais novo desta lista. Theodore Robert Cowell, mais conhecido como Ted Bundy, foi um dos maiores serial killers dos Estados Unidos, matando, aproximadamente, 35 mulheres entre 1974 e 1978. A série documental retrata a vida de Bundy desde antes dele começar a matar até a sua pena de morte ser cumprida em 1989. Diferente de outros documentários, como Inocente: uma história real de crime e injustiça, o qual coloca em dúvida a culpabilidade dos envolvidos, a série sobre Ted Bundy faz o oposto: lembra constantemente o telespectador o quão brutal ele foi e sua culpa pelos assassinatos. No período em que o documentário foi lançado, a Netflix afirmou que ele não deveria ser assistido sozinho, todavia o alerta é um certo exagero. A história é extremamente densa e perturbadora, mas não acarreta danos psicológicos a quem a assiste.

vitoriamollerke@gmail.com'

Amante de Game of Thrones, Supernatural, Mr.Robot, de personagens complexos e de tudo que tenha uma boa história. Mais Geek do que Nerd. Livros e filmes são paixões, mas séries são o grande amor da vida. Entre os pecados capitais o favorito é a gula. Escolheu o jornalismo pela pouca quantidade de números.

Deixe uma resposta